Postagens

Mostrando postagens de 2014

MANHÃ

POEMA DE AMOR

TAL A UMA ÁRVORE MORTA DE PÉ

COISA AMAR

Visão

MANHÃ

Inexistência

BREVE MAPA DE UMA TERÇA-FEIRA

[É por ti que se enchem os rios]

As Mãos

ENQUANTO OLHAVA AS MARGARIDAS

a vida passa

INSANO